• 12 3144-1352
  • etecon@etecontabil.com.br

Arquivos por mês 20 de maio de 2020

Corona Vírus e as novas rotinas de trabalho

Até que ponto de fato a Pandemia atual é o real motivo para as mudanças nas rotinas de algumas funções?

Muito se lê, se escuta e se fala sobre o covid-19, os médicos, os enfermeiros, as máscaras, a disputa política e desumana, o terrorismo midiático, o isolamento social e a tão odiada quarentena.
Mas, pouco se fala sobre quais tipos de oportunidades tudo isso que está ocorrendo ao longo de 90 dias trarão as Empresas e seus Colaboradores.

Há alguns anos atrás (leia-se meses) se alguém dissesse que “o colaborador não precisaria estar na empresa para trabalhar”, os mais conservadores e até mesmos alguns liberais diriam: Um absurdo, afinal o funcionário só trabalha sobre o olhar do chefe!
Hoje, se fez necessário o distanciamento não somente entre chefe e funcionário, mas o distanciamento geral! E adivinha? Não é que o funcionário TRABALHOU.

O futuro nos reserva mudanças muito mais positivas do que negativas. E você, seja empresa ou funcionário, terá de se adaptar, não existe outro caminho! Ele até existe, mas vocês não irão gostar.

Na visão das Empresas, irão economizar absurdos com gastos referentes a estrutura física. Podendo agregar essas diferenças em salários mais altos, mais contratações, engajamento para atrair novos clientes, enfim, há um mar de oportunidades. O mesmo vale para o funcionário. O funcionário terá a liberdade e acima de tudo a responsabilidade de realizar suas rotinas de trabalho do conforto de sua casa (ou qualquer outro lugar), munido de todos equipamentos e ferramentas disponibilizadas pela empresa.
Claro, isso não se aplicará a todos. A mão de obra produtiva deverá estar no local onde ocorre a produção. Já o setor administrativo, poderá estar a quilômetros de distância.
O funcionário terá de se educar, podendo ganhar mais tempo otimizando suas rotinas, agregando novas tarefas, buscando mais oportunidades de ganho de salários. Com todas as mudanças que já tivemos com o advento da reforma trabalhista, o funcionário, desde que se organize, poderá ter mais de um vínculo de trabalho! Estamos falando de dinheiro no bolso e de custos baixos.

A empresa não precisa ver o funcionário trabalhando, ela precisa ver resultado no trabalho desse funcionário! Entenda que o Valor da tarefa realizada não se confunde com o Custo da tarefa. A empresa irá observar isso!

O colaborador, terá de quebrar suas próprias resistências e se adaptar a um mundo tecnológico. Se ontem isso era uma opção, hoje ela é a realidade. Não teremos outro caminho se não abraçarmos de vez a tecnologia, estudarmos cada vez mais (não só legislação, mas toda e qualquer mudança no ramo de tecnologia e informação). E infelizmente, quem não se adequar, ficará para traz, e a distância lá na frente será gigantesca.

Portanto, pensem nas oportunidades e no que você pode se reinventar hoje! Quem sabe não será essa a pergunta que o seu empregador lhe fará amanhã?!

Compartilhe:

ETECON INFORMA IX

Compartilhe: