• 12 3144-1352
  • etecon@etecontabil.com.br

Arquivo da tag contabilidade cognitiva

Como funciona o Planejamento Tributário?

Um dos fatores mais determinantes para o sucesso ou fracasso de uma empresa, é a maneira que ela lida com o Planejamento. Este planejamento pode ser atribuído a diversas áreas da organização, e aqui levantaremos destaque para a importância do Planejamento Tributário.

O planejamento tributário inclui o estudo minucioso da busca através de meios legais para diminuir a carga tributária paga pela empresa, devendo ser realizado de maneira criteriosa e levando em conta diversos fatores como: tipo de produto/serviço oferecido, benefícios e incentivos fiscais, alíquotas de cada tributo, etc., todo este planejamento deve objetivar a redução de custos e o aumento da lucratividade do negócio, sempre atento par não praticar a evasão ilícita de contribuição fiscal.

O fim do ano, quando está se finalizando o exercício,é considerado um período ideal para praticar o Planejamento Tributário, de modo que se possa ter um histórico anual para analisar as situações ocorridas e fazer comparativos com os diferentes regimes tributários e visualizar o resultado dos determinados enquadramentos. Dentro disso, é possível ainda projetar o futuro da empresa no ano seguinte, podendo prospectar cenários de crescimento no faturamento, investimentos em áreas da empresa, aberturas de outras unidades entre outros fatores.

Como dito, com essas informações é possível vislumbrar diferentes cenários para empresa nos três tipos de regime tributário:

Simples Nacional:

Regime tributário mais direcionado para micro e pequenas empresas, é um sistema de arrecadação simplificado que oferece vantagens como redução de valores a serem recolhidos. Ideal para empresas com alta margem de lucro e baixas despesas.

Lucro Presumido:

Regime de tributação onde o imposto de renda é calculado mediante uma alíquota presumida de lucro, vale destacar que empresas optantes por este regime tributário não podem aproveitar o crédito de Pis e Cofins, entretanto recolhem com alíquota menor do que aquelas que optam por Lucro Real.

Lucro Real:

Regime tributário onde o cálculo do imposto de renda e contribuição são feitos mediante o lucro líquido do período, englobando ajuste, exclusões e compensações mediante legislação fiscal. Indicado para empresas de grande porte que operam com baixa margem de lucro e altas despesas, por este motivo devem ter uma rígida escrituração contábil sempre em comprovação dos custos e despesas apresentados.

Por fim, é claro a importância de se antever ao Planejamento Tributário e buscar melhores caminhos para a operação da empresa, a eficiência neste sentido se dá pela valorização e apoio frente ao profissional contábil e contato efetivo do empresário, onde possam alinhar em conjuntos os mecanismos necessários para garantir o sucesso neste trabalho.

Compartilhe:

Contabilidade à distância dá certo?

Há uma década atrás essa pergunta apresentada no título do texto era muito repetida, porém, trocando “contabilidade” por “namoro”. Hoje a resposta é mais que óbvia: namoro à distância tem tudo para dar certo se os namorados fizerem dar certo.

Alusões e metáforas a parte, nos últimos tempos a Contabilidade vem se modificando e uma das novas tendências é a queda da barreira geográfica em nossa área. Isso se dá pela unificação global da Contabilidade, equiparações legislativas entre estados, transformação digital e automação dos processos através da internet e informática e, principalmente, elevação do nível dos profissionais contábeis. Se todas as outras coisas tivessem acontecido sem que a profissão contábil tivesse se elevado, o limite físico ainda seria empecilho para que parcerias deste tipo acontecessem.

O serviço terceirizado de contabilidade é contratado basicamente por dois fatores: a) resultado entregue pela equipe contábil ao seu cliente; e, b) valor que o contratante está disposto a pagar para a entidade contábil pelo que julga ser o justo em se tratando de Contabilidade.

Dessa forma, o gestor pode se questionar: para que me prender a limites geográficos e contratar um serviço de contabilidade próximo a mim, sendo que posso obter o resultado que eu espero de uma contabilidade e que aquela empresa contábil, lá de Cruzeiro (interior de São Paulo), por exemplo, me entrega mesmo à distância?

É claro que cada parceria tem seus detalhes, cada empresa tem suas necessidades e cada organização contábil tem seus métodos de trabalho. Para algumas parcerias, apesar da distância, é necessário que o Contador se faça presente mais frequentemente. Para algumas empresas, a distância é insuperável, e a necessidade de uma contabilidade que esteja próxima é notória. Porém, o que se observa na relação empresa contratante / escritório contábil, é a troca da proximidade física pela qualidade da proximidade cognitiva.

E, ligando ao início do texto, em resumo, a contabilidade à distância tem tudo para dar certo se os parceiros fizerem dar certo.

Compartilhe: